29.1.10

O Experimento de Herschel

O infravermelho, tão conhecido hoje em dia por ser usado desde celulares até telescópios de alta tecnologia, deve sua descoberta a um astrônomo de origem alemã chamado William Herschel. O modo como ele descobriu essa 'luz invisível' no espectro luminoso solar é fonte de inspiração não só para os amantes da ciência, mas para toda humanidade. Bastante criatividade, aliada à capacidade que possuía o cientista. Nesse site vemos o Experimento de Herschel explicado e ilustrado de modo bastante simples. Espero que gostem.


"O experimento de Herschel foi importante não unicamente porque levou a descoberta da radiação infravermelha, mas também porque pela 1a vez alguém mostrou que existiam formas de luz que não podiam ser observadas com nossos olhos. Como sabemos agora, existem muitos outros tipos de luz que não podem ser “vistas” e as cores visíveis são apenas uma parte bastante “pequena” daquilo que chamamos de espectro eletromagnético (veja figura acima)."


Clique aqui! para aprender a fazer o experimento.

27.1.10

Fábula sobre Racismo

Uma mulher branca, de aproximadamente 50 anos, chegou ao seu lugar na classe econômica e viu que estava ao lado de um passageiro negro.

Visivelmente perturbada, chamou a comissária de bordo.

- Qual o problema, senhora?, pergunta uma comissária.

- Não está vendo? respondeu a senhora.

- Vocês me colocaram ao lado de um negro. Não posso ficar aqui. Você precisa me dar outra poltrona.

- Por favor, acalme-se, disse a aeromoça. Infelizmente, todos os lugares estão ocupados. Porém, vou ver se ainda temos alguma disponível.

A comissária se afasta e volta alguns minutos depois.

- Senhora, como eu disse, não há nenhum outro lugar livre na classe econômica. Falei com o comandante e ele confirmou que não temos mais nenhum lugar nem mesmo na classe econômica.

E continuou:

- Temos apenas um lugar na primeira classe.

E antes que a mulher fizesse algum comentário, a comissária continua:

- Veja, é incomum que a nossa companhia permita a um passageiro da classe econômica se assentar na primeira classe. Porém, tendo em vista as circunstâncias, o comandante pensa que seria escandaloso obrigar um passageiro a viajar ao lado de uma pessoa tão desagradável .

E, dirigindo-se ao senhor negro, a comissária prosseguiu:

- Portanto, senhor, caso queira, por favor, pegue a sua bagagem de mão, pois reservamos para o senhor um lugar na primeira classe.

Todos os passageiros próximos, que, estupefatos, assistiam à cena, começaram a aplaudir, alguns de pé.

---------------------------------------------

Fonte. Realmente digno de aplauso. Preconceito, de qualquer forma, é burrice. Racismo então, muito além de ser crime, é um atentado contra a humanidade.

Imagens por Mcbess aka Matthieu Bessudo

Mcbess, também conhecido como Matthieu Bessudo, é um artista visual e ilustrador nascido em Kassel, Alemanha. Suas imagens um tanto quanto psicodélicas, retratando o cotidiano do artista, são apreciados pela qualidade, pelos personagens característicos e pelo traço cartoonesco ímpar. Em sua página da internet há seu portfólio, creio que agradará a muitos. Eu já conhecia, mas relembrei quando visitava o Sedentario.org.

Clique aqui! e vá direto para o portfólio. No 'home', ou página inicial, há desde uma loja de souveniers até uma biografia audiovisual, e clipes animados com os desenhos.

25.1.10

Maconha Vai Arruinar a Sua Vida!

Através da Natureza Brasileira (ilustrado), por Theodore Roosevelt

"Após seu fracasso em ter seu terceiro mandato nas eleições de 1912, o então presidente dos Estados Unidos Theodore Roosevelt planejou uma viagem à Argentina e Brasil num cruzeiro ao longo do Amazonas. O governo do Brasil sugeriu que Roosevelt se juntasse ao famoso explorador Brasileiro Cândido Rondom numa expedição no recém descoberto Rio da Dúvida. Roosevelt acabou aceitando o convite e, acompanhado pelo seu filho Kermit, alcançou o rio com Rondom em 27 de Fevereiro de 1914. Desde o início, a expedição enfrentou dificuldades, inclusive doenças, falta de mantimentos, e hostilidade de tribos locais. Roosevelt quase chegou a morrer de infecção e ferimentos. Esta obra é um relato da expedição, que apesar de seus problemas, conseguiu produzir mapas com partes do rio e descobrir diversas espécies desconhecidas de animais e plantas. O Rio da Dúvida é agora chamado de Rio Roosevelt."


A obra, em inglês e scanniada em altíssima qualidade, com ilustrações de Kermit Roosevelt e demais membros da expedição - está disponível no visualizador da Biblioteca Digital Mundial clicando aqui! ou para download em pdf clicando aqui! (nesse caso, clique em 'salvar link como...', já que o arquivo possui 150 megas, e para abrir no browser demora demais).


----------------------------------
Vi no blog Pensamentos Negros, do nosso seguidor Luiz Carlos.

E aproveito ainda para divulgar a Biblioteca Digital Mundial, de muita qualidade e conteúdos midiáticos em diversos idiomas e de diversos países. Ótimo portal de conteúdo cultural mundial.

22.1.10

O Terremoto da Miséria

Belo post do Sedentário, trazendo um texto de João Pereira Coutinho para a Folha de S. Paulo (abaixo), explicando que os terremotos são muito mais sociais, do que físicos. E matam em países pobres pela miséria, não pela força. Leiam e reflitam. A desigualdade social é o maior mal deste mundo.

E para concluir isto, um ótimo texto de Eduardo Galeano, chamado 'A Maldição Branca' (clique no título para ler), onde descreve a trágica e honrosa história do Haiti. O título é uma verdade, num país onde até o embaixador no Brasil diz que seu povo é amaldiçoado pelo sangue africano. Pasmem.

--------------------------------------------------------------------



LISBOA TREMEU em 1755. O Grande Terremoto horrorizou a Europa culta e pôs Voltaire a pensar. Onde estaria Deus? Sim, onde estaria Deus naquele Dia de Todos os Santos para permitir a matança indiscriminada de mulheres, velhos, crianças?

No século 18, Lisboa deixou de ser, entre os homens letrados do Iluminismo, uma mera cidade. Passou a ser, como Auschwitz no século 20, o símbolo do mal. Do mal radical, inominável, inexplicável.

Passaram 250 anos. Lisboa deixou de tremer. Ou quase: umas semanas atrás, nas primeiras horas da madrugada, senti a casa a dançar um “twist”. Durou segundos. Alguns livros no chão, um copo partido. Por momentos, ainda pensei que talvez fossem os meus vizinhos em reconciliação amorosa.

Não eram os vizinhos. Os alarmes dos carros estacionados na rua desmentiam com estridência qualquer cenário romântico. Era terremoto, confirmaram as notícias. Nível 6 na escala Richter. Nenhum morto. Nenhum ferido. Nenhuma interrogação sobre Deus.

Exatamente o contrário do sucedido no Haiti. Incontáveis mortos. Incontáveis feridos. E, nos jornais da Europa, textos pseudofilosóficos sobre o papel do divino. O tom era comum. A tese também: a natureza é insondável.

Difícil discordar. Mas a tragédia do Haiti não é apenas produto de uma natureza insondável. É o resultado da incúria humana; da corrupção; da miséria material; e da tirania.

Eis a tese apresentada em ensaio fundamental para entender a contabilidade macabra dos desastres naturais. Foi publicado em 2005 por Matthew Kahn em revista do prestigiado MIT. Intitula-se “The Death Roll from Natural Disasters: the Role of Income, Geography, and Institutions” (a lista da morte por desastres naturais: o papel da renda, da geografia e das instituições).

O objetivo de Kahn não é metafísico; é bem prático. E foi motivado por crença comum, que vi repetida nos últimos dias: por que motivo os desastres naturais só atingem nações pobres?

Kahn começa por provar que uma crença não passa disso mesmo. Entre 1980 e 2002 (o arco temporal do estudo), a Índia teve 14 grandes terremotos. Morreram 32.117 pessoas. No mesmo período, os Estados Unidos tiveram 18 grandes terremotos. Morreram 143 pessoas. Iguais conclusões são extensíveis aos 4.300 desastres naturais do período em análise e às suas 815.077 vítimas. Observando e comparando 73 países (pobres, médios e ricos), a conclusão de Kahn é arrepiante: os grandes desastres naturais distribuem-se equitativamente pelo globo.

O que não se distribui equitativamente pelo globo é o número de mortos: países com um PIB per capita de US$ 2.000 apresentam uma média de 944 mortos por ano. Países com um PIB per capita de US$ 14 mil, uma média de 180 mortes. Moral da história? Se uma nação de 100 milhões de pessoas consegue subir o seu PIB de US$ 2.000 para US$ 14 mil, isso resulta numa diminuição de 764 vítimas por ano.

Mas a análise não se fica pela riqueza. Não se fica apenas pelos países que têm maior capacidade para planificar com rigor, construir com segurança e socorrer com rapidez. A juntar à riqueza, a política tem uma palavra a dizer.

A política, vírgula: a democracia e a boa governação. A disparidade dos mortos não é só imensa entre países ricos e pobres; também o é entre países democráticos e não democráticos. Em países democráticos, onde os governantes são julgados pelos seus constituintes e vigiados por uma imprensa livre, a forma como se planifica, constrói ou socorre é o verdadeiro teste de sobrevivência para esses governantes. O número de mortos em países democráticos é, mostra Kahn, incomparavelmente inferior aos mortos anônimos dos regimes ditatoriais/autoritários.

No Haiti, um terremoto com 7,1 graus na escala Richter trouxe devastação inimaginável e dezenas de milhares de mortos. Em 1989, um terremoto com 7,1 graus na escala Richter provocou 67 vítimas nos EUA. Nenhum espanto: os EUA não têm um PIB per capita de US$ 1.400 e não foram governados por “Papa Docs”, “Baby Docs” e outros torcionários para quem o destino do seu povo era indiferente desde que a rapina pudesse continuar.

Em 1755, quando o terremoto de Lisboa fez tremer a Europa, ficaram célebres as palavras do marquês de Pombal: é hora de enterrar os mortos e cuidar dos vivos. No século 18, era impossível dizer melhor. No século 21, impossível é dizer pior. Depois de enterrar os mortos e cuidar dos vivos, só existe uma forma de mitigar a violência da natureza: enriquecendo e democratizando.

Fonte: Folha de São Paulo, 19/01/2010

Texto: João Pereira Coutinho


21.1.10

Blatte's Fractals

O artista visual Blatte possui este site onde disponibiliza para visualização seu trabalho. São imagens lindíssimas de fractais e outras formas incríveis, utilizando ferramentas como o KPT Fraxplorer, Ultra Fractal and Apophysis, e o KPT Fraxflame. Qualidade muito boa e imagens fantásticas. Há muitas galerias, vale a visita. Acima, 'Pyro'.

Clique aqui!

20.1.10

Liber 77 OZ + 'A Lei', de Raul Seixas

A música 'A Lei', presente no disco A Pedra do Gênesis (1988), penúltimo do maior rockeiro nacional é um suspiro de esperança. Com partes literalmente tiradas do Liber OZ (ou Liber 77), é uma das melhores músicas de Raulzito pra mim. Aproveitando o elogio feito pela Luana, mais um pouco de Thelema aqui.

Letra:
Ouça e/ou baixe aqui!




Todo homem tem direito de pensar o que quiser
Todo homem tem direito de amar a quem quiser
Todo homem tem direito de viver como quiser
Todo homem tem direito de morrer quando quiser

Direito de viver viajar sem passarporte
Direito de pensar, de dizer e de escrever
Direito de viver pela sua própria lei
Direito de pensar de dizer e de escrever
Direito de amar, como e com quem ele quiser

A lei do forte
Essa é a nossa lei e a alegria do mundo
Faze o que tu queres, há de ser tudo da lei
Faze isso e nenhum outro dirá não
Pois não existe Deus senão o homem
Todo o homem tem o direito de viver a não ser pela sua própria lei
Da maneira que ele quer viver
De trabalhar como quiser e quando quiser
De brincar como quiser
Todo homem tem direito de descançar como quiser
De morrer como quiser
O homem tem direito de amar como ele quiser
De beber o que ele quiser
De viver aonde quiser
De mover-se pela face do planeta livremente sem passaportes
Porque o planeta é dele, o planeta é nosso.
O homem tem direito de pensar o que ele quiser, de escrever o que ele quiser.
De desenhar, de pintar, de cantar, de compor o que ele quiser
Todo homem tem o direito de vestir-se da maneira que ele quiser
O homem tem o direito de amar como ele quiser,
Tomai vossa sede de amor, como quiseres e com quem quiseres
Há de ser tudo da lei
E o homem tem direito de matar todos aqueles que contrariarem a esses direitos
O amor é a lei, mas amor sob vontade
Os escravos servirão
Viva a sociedade alternativa
Viva Viva

------------------------------------------

Liber
OZ

Também em html e em pdf.



- "a lei do forte: esta é a nossa lei e a alegria do mundo." AL II 21

"Faze o que tu queres há de ser tudo da Lei." AL I 40

"tu não tens direito a não ser fazer a tua vontade. Faze aquilo, e nenhum outro dirá não." AL I 42-3

"Todo homem e toda mulher é uma estrela." AL I 3

Não existe deus senão o ser homem.

1. O ser humano tem o direito de viver por sua própria lei---

* de viver da maneira como quiser viver;
* de trabalhar como quiser;
* de brincar como quiser;
* de descansar como quiser;
* de morrer quando e como quiser.

2. O ser humano tem o direito de comer o que quiser;

* de beber o que quiser;
* de morar onde quiser;
* de se mover como quiser sobre a face da terra.

3. O ser humano tem o direito de pensar o que quiser;

* de falar o que quiser;
* de escrever o que quiser;
* desenhar, pintar, lavrar, estampar, moldar, construir como quiser;
* de se vestir como quiser.

4. O ser humano tem o direito de amar como quiser:

"tomai vossa fartura e vontade do amor como quiserdes, quando, onde e com quem quiserdes." AL I 51 5.

O ser humano tem o direito de matar esses que quereriam contrariar estes direitos.

"os escravos servirão." AL II 58

"Amor é a lei, amor sob vontade." AL I 57


Assinatura


-------------------------------------

Post Scriptum: Raul engana-se ao dizer que 'pode-se matar aqueles que ferem esses direitos'. Em realidade ninguém pode contrariar uma vontade verdadeira, e para tanto, o próprio Crowley utilizou-se da conjugação 'quereria' - que se poderia querer.

Ps 2: Faze o que tu queres, há de ser tudo da Lei. Amor é a LEI, Amor sob Vontade.

18.1.10

Curta-Metragem: Os Mutantes (1970)

Curta-metragem produzido em 1970 entitulado 'Os Mutantes', por Antônio Carlos da Fontoura.
"Uma brincadeira mutante improvisada por Arnaldo Dias, Sérgio Baptista e Rita Lee, Os Mutantes, num dia único pelas ruas de São Paulo."
Imagens únicas da maior banda de rock que existiu em terras tupiniquins no auge de sua carreira, com a bela Rita Lee e os geniais irmãos Dias Baptista. Imperdível.

Clique aqui! para ver no PortaCurtas, ou aqui! para ver no Youtube.


7 minutos. 35mm, colorido. Produção: Canto Claro; Fotografia, Câmera e Montagem: Renato Neuman; Co-direção: Antonio Calmon.

17.1.10

Roupa para Cochilos

"Com o conceito de que cerca de quatro cochilos de 30 minutos por dia podem revigorar uma pessoa, o designer Forest Jesse desenvolveu um roupa que procura acomodar o indivíduo nas mais diversas situações e ambientes, chamada Sleep Suit. Tudo isso para viabilizar a possibilidade do cochilo. A roupa, que tem um design bastante curioso, é feito de espuma de etileno vinil acetato, conhecido como EVA, composto utilizado em espumas e borrachas de produtos destinados às práticas esportivas.

A forma franzida do material garante uma estrutura forte para apoiar o corpo. O design também permite a frequente passagem de ar, para que o usuário não se sinta com muito calor ou sufocado. O designer pesquisou quais partes do corpo mais necessitam de apoio, relacionado às mais comuns posições de cochilo, de barriga para cima, barriga para baixo e de lado, e inclusive com a cabeça em uma mesa de escritório. Desta forma, determinou onde a estrutura deveria ser mais forte ou mais fraca. A variação da rigidez da estrutura em certas regiões é atingida com uma maior espessura do material ou proximidade entre suas células. Quando fora de uso, o Sleep Suit comprime-se como uma sanfona, e vestí-lo é um processo de menos de um minuto."

--------------------------------------------
Fonte. Realmente achei a ideia muito boa, apesar de bizarra. Talvez eu comprasse, sei lá, gostei.

16.1.10

Liber E vel Exercitiorum IX

Em homenagem a nossa 666ª postagem, nada melhor que um dos Libri. E para vocês, o mais indicado, o Liber E de exercícios. Um livreto contendo exercícios de Clarividência Física, Asana (Postura), Pranayama (Regularização do alento), Dharana (Controle do pensamento) e Limitações Físicas. Em realidade todo este compêndio anotado conforme as instruções é um dos requisitos para se entrar na sociedade de Crowley, a Astrum Argentum. Mas como todo conhecimento é livre, as práticas podem ser de utilidade de qualquer um.


Clique aqui! para ver online, ou aqui! em pdf.

15.1.10

Cronologia Pré-1967 Rock Psicodélico

Trago aqui saído de um tópico da comunidade Rock Psicodélico, do Orkut, respondida pelo dono da comu. Outran sobre qual seria a primeira música deste estilo. Já que a própria pergunta não tem uma resposta certa, Outran nos trouxe uma série de fatos e dados da pré-história do Rock Psicodélico, pré-1967. Muito bom, principalmente para quem é fã (e quem achava que o 13th Floor Elevators foram os reais precurssores). Fiquem com a lista:
---------------------------------------------------------

1963 - O David Allen Trio (precursor do Soft-machine) fazem um show em Londres com guitarras "viajantes", num estilo incomum pra época. Alguns classificam como a primeira manifestação do Rock psicodélico.

1964 - "Hesitation Blues", dos Holy Modal Rounders, é a primeira canção a trazer o termo "psicodélico".

1965 - "Ticket to Hide", primeira música dos Beatles a fazer alusão às drogas (duplo sentido na letra taking a ride/taking a "trip".

1965 (julho) - "The Trip", de Kim Fowley; "Still I'm sad" dos Yardbirds" e "see my friends" dos Kinks trazem elementos de psicodelia.

1965 outubro) - "Norwegian Wood" , dos Beatles, primeira faixa a fazer uso da cítara no rock.

1965 (novembro) - Ken Kesey organiza os primeiros "acid tests" (eventos onde se estudava o efeito de drogas psicotrópicas em La honda, ao sul de San Francisco. Os eventos são acompanhados por uma banda local "The Warlocks", que depois mudaria de nome para Grateful Dead.

1965 (dezembro) - A banda 13th Floor Elevators manda imprimir, em seus cartões comerciais, a incrição "psychedelic rock", sendo este o primeiro registro do termo impresso.

1965, 19 de dezembro - "sunshine superman", do Donovan, é lançada.

1965, 22 de dezembro - Primeira versão de "Eight Miles High", dos Byrds, é gravada.

1966, janeiro - John Lennon compõe "Tomorrow Never Knows". Para muitos, a primeira canção realmente psicodélica dos Beatles.

1966, fevereiro - "Shapes of Things", dos Yardbirds é gravada.

1966, 23 de fevereiro - Segunda versão (e oficial) de "Eight Miles High", dos Byrds, é lançada.

1966, março - John Lennon grava as primeiras demos de "She said, she said", uma música claramente influenciada pelo LSD.

1966, 16 de março - 13th Floor Elevators toca ao vivo material psicodéloco na KAZZ FM, com músicas como "Roller Coaster".

1966, março - Primeiro LP do Love é lançado, trazendo algumas músicas (mas não todas) com elemetos psicodélicos.

1966, março - "Acid Test", creditado a Ken Kesy & The Merry Pranksters é lançado em LP, trazendo uma documentação sonora dos eventos.

1966, abril - Os Beatles gravam "Tomorrow never knows"

1966, abril - lançada "The Third eye", dos The Dovers.

1966, maio - Os Yardbirds lançam "Over Under Sideways Down".

1966, maio - O Velvet Underground grava "Venus in Furs", com sonoridade experimental pra época.

1966, maio - Os Rolling Stones lançam "Paint it Black"

1966, maio - The Electric Prunes lança sua primeira gravação, "Ain't It Hard".

1966, maio - Os Beatles lançam "Rain".

1966, maio - Donovan frava "Season of the witch"

1966, junho - Country Joe and The Fish gravam as faixas do seu primeiro EP, "Bass Strings".

1966, junho - A banda californiana grava "Pick it Up", e um LP psicodélico que permaneceu inédito até a dpecada de 80.

1966, julho - Os Byrds lançam o LP "Fifth Dimension".

1966, agosto - Os Beatles lançam o álbum "Revolver".

1966, agosto - Spikedrivers lançam a faixa "Often I Wonder"

1966, agosto - Rusty Evans & The Deep lançam o LP "Psychedelic Moods"

1966, agosto - Malachi lança o LP "Holy Music"

1966, setembro - The charlatans lançam a faixa "codeine".

1966, setembro - 13th Floor Elevators gravam as faixas "Kingdom Of Heaven" and "Reverberation" em um studio em Houston.

1966, setembro - The Doors conclui a gravação de seu primeiro álbum.

1966, setembro - o Cream grava "I Feel Free".

1966, outubro - Yardbirds lança o single "Happenings Ten Years Time Ago / Psycho Daisies"

1966, outubro - Os Beach Boys lançam a faixa "Good Vibrations".

1966, outubro - The Creation lança "paintet man", com o guitarrista Eddie Phillips tocando guitarra com um arco de violino.

1966, outubro - The Shadows of Knight lança o LP "Back Door men"

1966 - 31 de outubro - "Interstellar Overdrive”, do Pink Floyd, é gravada pela primeira vez (take demo).

1966, outubro - "It's A Happening", dos Magic Mushrooms, é lançada.

1966, outubro - Oxford Circle lança "Foolish Woman"

1966, outubro - The monocles lança a faixa "Psychedelic (Where it's at)".

1966, novembro - O Jefferson Airplane grava o álbum "Surrealistic Pillow".

1966, novembro - Blues Magoos lançam o LP "Psychedelic Lollipop"

1966, novembro "Stone Free" é gravada pelo The Jimi Hendrix Experience.

1966, novembro - Os Beatles começam as sessões de gravação do Sgt Pepper e de "Strawberry Fields Forever".

1966, novembro - The Byrds começam a gravar o álbum "Younger Than Yesterday".

1966, novembro - The Electric Prunes lançam a faixa "I Had Too Much To Dream".

1966, novembro - Paul Revere & The Raiders lançam o álbum "Spirit of 67".

1966, 30 de novembro - "Psychedelic Sounds", LP dos the 13th FLOOR ELEVATORS é lançado

1966, dezembro - a faixa "I Can Take You To The Sun" do Misunderstood é lançada.

14.1.10

Strawberry Alarm Clock (1969) - Good Morning Starshine

Último disco gravado pela banda, em 1969. Então houve a separação do grupo, e nenhum disco mais foi criado. Houve reaparições, mas para eventos públicos; e compilações dos antigos sucessos em diversas coletâneas. Destaco as duas versões de 'Miss Atraction', com um órgão psicodelíssimo. A faixa-título 'Good Morning Starshine', mais tranquila; e a 'Off Ramp Road Tramp', já com uma levada mais pesada.


Lista de Músicas:

01. Me and the Township
02. Off Ramp Road Tramp
03. Small Package
04. Hog Child
05. Miss Atraction
06. Good Morning Starshine
07. Miss Atraction #2
08. Write Your Name in Gold
09. Standby (You Put me On)
10. Dear Joy
11. Changes
12. Desiree (bonus)
13. I Climbed the Mountain (bonus)
14. Three (bonus)
15. Starting Out the Day (bonus)
16. California Day (bonus)
17. Girl From the City (bonus)
18. Good Morning Starshine (bonus)

Download aqui!


Também no Rock Polar, como sempre.

Strawberry Alarm Clock (1968) - The World in a Seashell

Seguindo com a discografia do Strawberry Alarm Clock, este é o terceiro e penúltimo disco gravado do grupo. Mantém-se ainda muito da psicodelia, mas as canções são mais harmônicas e próximas do bubblegum pop. Entre as exceções estão a primeira faixa inspiradora 'Seashell', assim como 'A Million Smiles Away', 'Barefoot in Baltimore' e principalmente a última 'Shallow Impressions'.

Lista de Músicas:

01. Seashell
02. Blues for a Young Girl Gone
03. An Angry Young Man
04. A Million Smiles Away
05. Home Sweet Home
06. Lady of the Lake
07. Barefoot in Baltimore
08. Wooden Woman
09. Heated Love
10. Love me Again
11. Eulogy
12. Shallow Impressions

Download aqui!


13.1.10

Strawberry Alarm Clock (1968) - Wake Up... It's Tomorrow

Segundo disco do Strawberry Alarm Clock, mantém o estilo de rock psicodélico e acid rock de ótima qualidade. Não repetiu o mesmo sucesso do primeiro disco, entretanto está ainda nos meus favoritos. Especialmente a quase sunshine pop segunda canção 'Soft Skies no Lies'. Outra faixa que deve receber atenção é 'Tomorrow'. Mas minha preferida ainda consegue ser 'Curse of the Witches'. Aproveitem.

Lista de Músicas

01. Nightmare of Percussion
02. Soft Skies, No Lies
03. Tomorrow
04. They Saw the Fat One Coming
05. Curse of the Witches
06. Sit with the Guru
07. Go Back (You're Going the Wrong Way)
08. Pretty Song from Psych-Out
09. Sitting on a Star
10. Black Butter, Past
11. Black Butter, Present
12. Black Butter, Future

Download aqui!


Também no Rock Polar.

Strawberry Alarm Clock (1967) - Incense and Peppermints

Inicio aqui uma série de postagens com a discografia do Strawberry Alarm Clock para download. Ao fuçar alguns arquivos mais antigos, achei esta discografia que para mim é das mais importantes no cenário do rock psicodélico sixtie.
A banda, que ficou famosa pela faixa-título homônima a este primeiro disco, também teve participações nos ótimos filmes Psych-Out, de Richard Rush (compondo parte da trilha-sonora), e o essencial e maravilhoso Beyond the Valley of the Dools (onde tocam numa das cenas mais memoráveis do filme, a festa do Z-man), do gênio Russ Meyer.
Deste disco de estreia, devo destacar além da óbvia e já citada Incense and Peppermints (que alcançou o n° 1 na billboard), mas também 'World's on Fire', 'Rainy Day Mushroom Pillow' e 'Unwind with the Clock'.


Lista das Músicas:

01. The World's on Fire
02. Birds in My Tree
03. Lose to Live
04. Strawberries Mean Love
05. Rainy Day Mushroom Pillow
06. Paxton's Back Street Carnival
07. Hummin' Happy
08. Pass Time with the SAC
09. Incense and Peppermints
10. Unwind with the Clock
11. Birdman of Alkatrash (bonus)

Download aqui!


E não deixe de visitar o Rock Polar! Boteco Musical de Qualidade.

12.1.10

Levante sua Voz!



Intervozes Coletivo Brasil de Comunicação Social com o apoio da Fundação Friedrich Ebert Stiftung criaram este vídeo explicativo 'Levante sua Voz!'.
Ao expor a realidade de nossa sistema de comunicação, explicitando alguns fatos negligenciados pela maioria mas alarmantes (como a de que nossos sistema de comunicação em massa estão sendo controlados por meras 11 famílias), e tratando tudo com ironia têm-se um curta-metragem maravilhoso.
Mais do que indicado para ver. Vi no Nova Ordem Mundial, que viu no SenzalaMundi.com.

11.1.10

Pai Nosso que Estais no Céu

Um diálogo para se refletir. Independente de religiões - e até mesmo da existência de Deus. E como conselho: não faça nada, nem fale nada, sem ter conhecimento que está sendo feito/dito. Recebido através de lista de emails para mim, por Glauco Maciel.

---------------------------------------------------------


VOCÊ: Pai nosso que estais no céu...
DEUS: Sim? Estou aqui...
VOCÊ: Por favor, não me interrompa, estou rezando!
DEUS: Mas você me chamou!
VOCÊ: Chamei? Eu não chamei ninguém. Estou rezando.... Pai nosso que estais no céu...
DEUS: Ai, você fez de novo.
VOCÊ: Fiz o que?
DEUS: Me chamou! Você disse: Pai nosso que estais no céu. Estou
aqui. Como é que posso ajudá-lo?
VOCÊ: Mas eu não quis dizer isso. É que estou rezando. Rezo o
Pai Nosso todos os dias, me sinto bem rezando assim. É como se fosse
um dever. E não me sinto bem até cumprí-lo...
DEUS: Mas como podes dizer Pai Nosso, sem lembrar que todos são seus
irmãos, como podes dizer que estais no céu, se você não sabe que o céu é a paz, que o céu é amor a todos?
VOCÊ: É, realmente ainda não havia pensado nisso.
DEUS: Mas prossiga sua oração.
VOCÊ: Santificado seja o Vosso nome...
DEUS: Espera ai! O que você quer dizer com isso?
VOCÊ: Quero dizer... quer dizer, é... sei lá o que significa.
Como é que vou saber? Faz parte da oração, só isso!
DEUS: Santificado significa digno de respeito, Santo, Sagrado.
VOCÊ: Agora entendi. Mas nunca havia pensado no sentido dessa palavra SANTIFICADO. "Venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu..."
DEUS: Esta falando sério?
VOCÊ: Claro! Por que não?
DEUS: E o que você faz para que isso aconteça?
VOCÊ: O que faço? Nada! É que faz parte da oração, além disso seria bom que o Senhor tivesse um controle de tudo o que acontecesse no céu e na terra também.
DEUS: Tenho controle sobre você?
VOCÊ: Bem, eu freqüento a igreja!
DEUS: Não foi isso que Eu perguntei! Que tal o jeito que você trata os seus irmãos, a maneira com que você gasta o seu dinheiro, o muito tempo que você dá a televisão, as propagandas que
você corre atrás e o pouco tempo que você dedica a Mim?
VOCÊ: Por favor. Pare de criticar!
DEUS: Desculpe. Pensei que você estava pedindo para que fosse feita a minha vontade. Se isso for acontecer tem que ser com aqueles que rezam, comunidade.
VOCÊ: Esta certo, tens razão. Acho que nunca aceito a sua vontade, pois reclamo de tudo: se manda chuva, peço sol, se manda o sol reclamo do calor, se manda frio, continuo reclamando, se estou doente, peço saúde, mas não cuido dela, deixo de me alimentar ou como muito...
DEUS: Ótimo reconhecer tudo isso. Vamos trabalhar juntos Eu e Você, mas olha, vamos ter vitórias e derrotas. Eu estou gostando dessa nova atitude sua.
VOCÊ: Olha Senhor, preciso terminar agora. Esta oração está demorando muito mais do que costuma ser. Vou continuar: ... "o pão nosso de cada dia nos dai hoje..."
DEUS: Pare ai! Você esta me pedindo pão material? Não só de pão vive o homem, mas também da minha palavra. Quando me pedires o pão, lembre-se daqueles que nem conhecem pão. Pode pedir-me o que quiser, desde que me veja como um Pai amoroso! Eu estou interessado na
próxima parte de sua oração. Continue!
VOCÊ: "Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido..."
DEUS: E o seu irmão desprezado?
VOCÊ: Está vendo? Olhe Senhor, ele já criticou várias vezes e não era verdade o que dizia. Agora não consigo perdoar. Preciso me vingar.
DEUS: Mas, e a sua oração? O que quer dizer sua oração? Você me chamou, e eu estou aqui, quero que saias daqui transfigurado, estou gostando de você ser honesto. Mas não é bom carregar o peso da ira dentro de você, não acha?
VOCÊ: Acho que iria me sentir melhor se me vingasse!
DEUS: Não vai não! Vai se sentir pior. A vingança não é tão doce quanto parece. Pense na tristeza que me causaria, pense na sua tristeza agora. Eu posso mudar tudo para você. Basta você
querer.
VOCÊ: Pode? Mas como?
DEUS: Perdoe seu irmão, Eu perdoarei você e te aliviarei.
VOCÊ: Mas Senhor, eu não posso perdoá-lo.
DEUS: Então não me peças perdão também!
VOCÊ: Mais uma vez está certo! Mais só quero vingar-me, quero a paz com o Senhor. Esta bem, esta bem, eu perdôo a todos, mas ajude-me Senhor. Mostre-me o caminho certo para mim e meus inimigos.
DEUS: Isto que você pede é maravilhoso, estou muito feliz com você. E você, como está se sentindo?
VOCÊ: Bem, muito bem mesmo! Para falar a verdade, nunca havia me sentido assim! É tão bom falar com Deus.
DEUS: Ainda não terminamos a oração. Prossiga...
VOCÊ: "E não deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal..."
DEUS: Ótimo, vou fazer justamente isso, mas não se ponha em situações onde possa ser tentado.
VOCÊ: O que quer dizer com isso?
DEUS: Deixe de andar na companhia de pessoas que o levam a participar de coisas sujas, intrigas, fofocas. Abandone a maldade, o ódio. Isso tudo vai levá-lo para o caminho errado. Não use tudo isso como saída de emergência!
VOCÊ: Não estou entendendo!
DEUS: Claro que entende! Você já fez isso comigo várias vezes. Entra no erro, depois corre a me pedir socorro.
VOCÊ: Estou com muita vergonha, Perdoe-me Senhor!
DEUS: Claro que perdôo! Sempre perdôo a quem esta disposto a perdoar também, mas não esqueça, quando me chamar, lembre-se de nossa conversa, medite cada palavra que fala! Termine sua oração.
VOCÊ: Terminar? Ah, sim, "AMÉM!"
DEUS: O que quer dizer AMÉM?
VOCÊ: Não sei. É o final da oração.
DEUS: Você só deve dizer AMÉM quando aceita dizer tudo o que eu quero, quando concorda com minha vontade, quando segue os meus mandamentos, porque AMÉM! quer dizer, ASSIM SEJA, concordo com tudo que rezei.
VOCÊ: Senhor, obrigado por ensinar-me esta oração e agora obrigado por fazer-me entendê-la.
DEUS: Eu amo cada um dos meus filhos, amo mais ainda aqueles que querem sair do erro, aqueles que querem ser livres do pecado. Abençôo-te e fica com minha paz!
VOCÊ: Obrigado Senhor! Estou muito feliz em saber que és meu amigo.

Projeto Saúde na Tela: Docs 'Causos' e 'Calêndulas da América'

O projeto Saúde na Tela é uma parceria entre o SindBancários, o Grupo Hospitalar Conceição (GHC), e os Ministérios da Saúde e Cultura do Governo Federal, realizado na cidade de Porto Alegre. Como resultado desse projeto, têm-se estes dois documentários curtas-metragens.
Rafael A. Machado foi da equipe de realização, e através dele tive conhecimento dos curtas, os quais eram a primeira produção da maioria. Gostei demais e divulgo aqui.




'Causos' aborda a problemática da remoção de famílias na Vila Dique, região metropolitana de Poa. Expondo a opinião dos moradores, têm-se diferentes visões da mesma situação. Emocionantes os depoimentos daqueles que por seus próprios motivos querem permanecer no local onde viveram durante todas suas vidas. Com ótima montagem. Para ver no Youtube, clique aqui!




'Calêndulas da América' foca a história da líder comunitária América. Moradora da Vila Floresta, lutou por melhorias sociais como a implementação de um posto de saúde. Mas talvez sua magnum opus seja o Coral das Calêndulas, vivo até hoje na alma jovem de América e suas amigas. Lindo ver a paixão pela música (curiosamente Dona América comprou o mesmo modelo de teclado que eu, hahaha). Para ver também no Youtube, clique aqui!

9.1.10

Songbook Vinicius de Moraes Vol 1, 2 e 3 para Download

Re-re-postagem aqui n'O Barco Bêbado. Mas por que? Oras, primeiro porque é um songbook em 3 volumes do mestre Vinicius de Moraes; segundo porque os links anteriores no Rapidshare estão inválidos e era necessário acrescentar ao nosso 1° Acervo de Downloads. Aproveitem novamente, e desculpe o internauta que pediu a postagem - acabei deletando o email sem anotar o nome.

"Songbook de Vinicius de Moraes, volume 1, 2 e 3. Partituras para violão/teclado/etc.

Volume 1 - 61 músicas. Volume 2 - 60 músicas. Volume 3 - 59 músicas. Total de 120 partituras do gênio da bossa-nova e da poesia Vininha!"


Clique aqui! para fazer o download.

Terreno Baldio.com.br

Destaco aqui este site, TerrenoBaldio.com.br, basicamente pela discografia. No site há em si apenas isso, e algumas raras fotos da banda (como a acima). Entretanto quando vi que haviam todas as letras das músicas do Terreno, além de trechos destas, curti o site. As letras são demais, e é bom lê-las como se fosse poesia. Não se acha tais letras em nenhum portal de letras de músicas por aí - não nos que eu procurei.

Então clique aqui! e aproveite mais isso.

8.1.10

Le Premier Bonheur Du Jour

Estava justamente escutando Mutantes quando vejo esta postagem do Curso de Francês Grátis.

----------------------------------------------


Le premier bonheur du jour - A primeira felicidade do dia


Le premier bonheur du jour - A primeira felicidade do dia
C'est un ruban de soleil - é uma fita de sol.
Qui s'enroule sur ta main - que se enrola em tua mão
Et caresse mon épaule - e acaricia meu ombro.

C'est le souffle de la mer - é o sopro do mar
Et la plage qui attend - e a praia que espera
C'est l'oiseau qui a chanté - é o pássaro que cantou
Sur la branche du figuier - No ramo da figueira

Le premier chagrin du jour - A primeira tristeza do dia
C'est la porte qui se ferme - é a porta que se fecha
La voiture qui s'en va - o carro que se vai
Le silence qui s'installe - o silêncio que se instala


Mais bien vite tu reviens - Mas rápido tu voltas
Et ma vie reprend son cours - E minha vida volta ao seu curso
Le dernier bonheur du jour - A última felicidade do dia
C'est la lampe qui s'éteint - é a lampâda que se apaga


Versão Original de Françoise Hardy e Sacha Distel (1966)



Versão d'Os Mutantes (1970/2000)



7.1.10

Futuros Ginastas Chineses "Treinando"



Acho a persistência e a força de vontade virtudes excepcionais. Mas a competição esportiva há muito é prejudicial. Esporte deveria ser lazer, amor - não tortura como neste vídeo apresentado. Vale perder uma infância toda em prol de uma medalha olímpica? (Repito os dizeres do blog Sedentario.org, fonte desta postagem.)

Clique aqui! caso queira ver diretamente no site do LiveLeak.

6.1.10

Brasiliana USP - Mais de 3000 Documentos Digitalizados

O projeto 'Brasiliana USP' é realizado pela Reitoria da Universidade de São Paulo a fim de digitalizar todo o acervo 'Brasiliana' - coleção de documentos sobre o Brasil. Este é o maior acervo do gênero mantido por uma universidade no mundo. Hoje já estão incluídos mais de 3000 documentos, com número crescente a todo momento. Há dicionários, e até o primeiro livro impresso no Brasil.

Aproveitem clicando aqui!

Terreno Baldio (1976) - Download

Em homenagem ao Movimento Psicodália, festival de música que aconteceu no Ano Novo, onde teve como uma das grandes atrações 'Terreno Baldio', posto aqui o meu disco preferido do grupo.
Rock progressivo de primeiríssima, só este disco tem tantas faixas a destacar.. Como me disse o colega Alan, 'Pássaro Azul' e 'Loucuras de Amor'. Mas o grande hino do Terreno é 'Grite', afinal: no terreno baldio você pode gritar!!


Lista de Músicas:

01. Pássaro Azul
02. Loucuras de Amor
03. Despertar
04. Água que Corre
05. A Volta
06. Quando as Coisas Ganham Vida
07. Este é o Lugar
08. Grite

Download aqui!

5.1.10

Pensa antes de agir

Muito boa! Obviamente que faz parte da Turma da Mônica, de Maurício de Souza. Vi em primeira mão no Vivo Verde.

4.1.10

Mensagem de Ano Novo, por Bóris Casoy


Reprodução liberada e estimulada pelo autor: Latuff. Baseada neste incidente.

2.1.10

Clickarvore

No mundo moderno todo mundo opina, todo mundo critica, todo mundo gosta de dizer que os outros são horríveis, mas alguém faz algo? Aqui uma chance de ajudar um pouco. Não é muita coisa, mas é algo. Melhor do que simplesmente criticar a moral alheia sem ver sua própria moral. O site Clickarvore é uma parceria entre empresas. Você pode clicar nele uma vez por dia, e este click se converte em uma árvore plantada. Parece pouco, mas conseguir 365 árvores plantadas em um ano já é algo mesmo, e se todos começarem a usar o site o número pode ficar enorme. Quem quiser pode doar dinheiro e assim comprar lotes de árvores, mas a idéia gratuita por si só já se mostra excelente. Se cadastrem e ajudem!


CLICKARVORE