29.12.07

Feliz Ano Novo a Todos!

Bom, já que estou de viagem, não postarei por alguns dias. Ou postarei, quem sabe.

Mas creio que o Angelo continuará, graças a Deus.

Concluo apenas comentando: OQ diabos Ginsberg esta no filme do Dylan??

E Feliz Ano Novo a Todos!

Beijos e Abraços aos meninos e meninas.

ou não.

27.12.07

"I'm Not There"



O diretor Todd Haynes (Velvet Goldmine) apresenta a vida e a carreira do cantor Bob Dylan. Com Christian Bale, Heath Ledger, Cate Blanchett, Richard Gere, Julianne Moore, Michelle Williams e Bruce Greenwood.

Ficha Técnica
Título Original: I'm Not There
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 135 minutos
Ano de Lançamento (EUA / Alemanha): 2007
Site Oficial: www.imnotthere.es
Estúdio: Killer Films / Wells Productions / John Wells Productions / Endgame Entertainment / Film & Entertainment VIP Medienfonds 4 GmbH & Co. KG / John Goldwyn Productions
Distribuição: The Weinstein Company / Europa Filmes
Direção: Todd Haynes
Roteiro: Oren Moverman e Todd Haynes
Produção: John Goldwyn, Jeff Rosen, John Sloss, James D. Stern e Christine Vachon
Fotografia: Edward Lachman
Desenho de Produção: Judy Becker
Figurino: John A. Dunn
Edição: Jay Rabinowitz
Efeitos Especiais: Intrigue

Elenco
Christian Bale (Bob Dylan / John / Jack)
Cate Blanchett (Bob Dylan / Jude)
Marcus Carl Franklin (Bob Dylan / Woody)
Richard Gere (Bob Dylan / Billy)
Ben Whishaw (Bob Dylan / Arthur)
Heath Ledger (Bob Dylan)
Benz Antoine (Bobby Seale)
Mark Camacho (Norman)
Joe Cobden (Sonny)
David Cross (Allen Ginsberg)
Charlotte Gainsbourg (Claire)
Garth Gilker (Woody Guthrie)
Kristen Hager (Mona)
Fanny La Croix (Alice / Atriz)
Julianne Moore (Alice)
Kim Roberts (Sra. Arvin)
Yolonda Ross (Angela)
Dennis St. John (Capitão Henry / Almirante)
Craig Thomas (Hewey Newton)
Michelle Williams (Coco Rivington)
Bruce Greenwood

Premiações
- Recebeu 4 indicações ao Independent Spirit Awards, nas categorias de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator Coadjuvante (Marcus Carl Franklin) e Melhor Atriz Coadjuvante (Cate Blanchett).
- Ganhou o Prêmio Robert Altman, concedido pelo Independent Spirit Awards.
- Ganhou o Prêmio Especial do Júri e o Volpi Cup de Melhor Atriz (Cate Blanchett), no Festival de Veneza.

Curiosidades
Exibido na mostra Panorama do Cinema Mundial, no Festival do Rio 2007.

Sinopse
Bob Dylan (Christian Bale / Cate Blanchett / Heath Ledger / Marcus Carl Franklin / Richard Gere / Ben Whishaw), ícone musical, poeta e porta-voz de uma geração. Sempre viveu em constante mutação ao longo da vida, especialmente durante os anos 60. Musicalmente, fisicamente, psicologicamente, as alterações do seu personagem público dialogaram com acontecimentos sociais e ocasionaram múltiplas repercussões culturais. De jovem menestrel a profeta folk, de poeta moderno a roqueiro, de ícone da contracultura a cristão renascido, de caubói solitário a popstar.
Fonte
Site do Filme

Texto sobre Bob Dylan neste blog, aqui

26.12.07

PDL - Projeto Democratização da Literatura

Aproveitando o post sobre o livro de Ronaldo Mourão, deixo a dica do PDL - Projeto Democratização da Leitura, que pretende justamente democratizá-la através da internet. Eu particularmente gosto muito de E-books, assim como gosto muito de baixar discos pela internet antes de comprá-los, portanto eis a dica. O site possui um enorme acervo de livros em E-book, para todos os gostos.

Dicionário de Astronomia e Astronáutica (Ebook) - Ronaldo Mourão

Tive o prazer de ver pessoalmente Ronaldo Mourão durante o 10º ENAST - no Rio de Janeiro. Durante a tradicional plenária, fizeram uma homenagem ao homem que colaborou na fundação do Museu de Astronomia (MAST), e que foi o astrônomo brasileiro que mais divulgou a Astronomia no país. Me lembro de ter visto ele profundamente emocionado contando do preconceito que sofreu, e contando do voto que se faz quando forma-se em Astronomia. Foi algo memorável e tocante. Creio que o melhor meio de retribuir o trabalho de alguém tão importante para os meios científicos nacionais, é lendo sua obra, seu livro e dando o devido respeito.
Este, o Dicionário Enciclopédico de Astronomia e Astronáutica, é o primeiro do gênero no mundo, contém 20 mil verbetes, redigidos em linguagem simples e objetiva, e muitas ilustrações.

Para fazer o download do Ebook em PDF clique aqui!
Para fazer o download do Ebook em DOC clique aqui!

E Viva Ronaldo Mourão!

24.12.07

War in Rio, o Jogo

Quem nunca brincou de War? O jogo de tabuleiro mais legal que tem - pelo menos para uma grande massa de fãs deste jogo - agora tem uma versão Rio! Mentira, não passa de uma brincadeira que o criador dessa versão - um carioca - Fábio Lopez fez como passatempo. Mas ficou realmente incrível! Quase todas as favelas cariocas contabilizadas num mapa muito bem feito, com até mesmo objetivos. Só não esperem dar isso de presente de natal a alguém, afinal não passa de uma sátira :D Confira aqui ou na imagem!





E ahh, Feliz Natal a todos! Paz! Hahaha

23.12.07

A História de Krishna

Toda a história de Krishna - ou melhor, boa parte dela - contada de forma fácil em um texto muito bom feito por Ligia Cabus. Acho interessante para quem deseja conhecer mais sobre o hinduismo, ou tem apenas curiosidade.

Clique aqui ou no pequeno Krishna da imagem.

Fernando Pessoa - Poesia Completa

Site Jornal de Poesia com praticamente todos - se não todos mesmo - os poemas de Fernando Pessoa e seus heterônimos. Eu gosto realmente do Alberto Caeiro, seu jeito brilhante me agrada demais. Um ótima dica para quem gosta de poesia.

20.12.07

ADrive - Online Storage & Backup

Para quem gosta de servidores que fazem backup de arquivos para compartilhamento, ou apenas para guardar uma cópia mesmo (backup), eis o melhor de todos: ADrive. Além de ter 50 Giga para fazer upload do que bem entender de graça (normalmente é bem menos, o 4shared é apenas 5 Giga, e rapidshare e megaupload em torno de 500 mega).

Ótimo para guardar arquivos como discografias, filmes, arquivos grandes enfim. Deveras um achado!

Nona Sinfonia de Beethoven

Texto muito interessante sobre a Nona Sinfonia de Beethoven, provavelmente a mais conhecida. Possui a letra que Schiller fez, o que é difícil de ser encontrada em nosso idioma, e possui a sinfonia para ser ouvida por quem ainda não o fez.
Maravilhoso! Fora todo o contexto da época, texto ótimo deveras.

Clique aqui ou na imagem.

19.12.07

Acústicos MTV

Só alguns:

Gilberto Gil

João Bosco

Paulinho da Viola

Rita Lee

Titãs

Ultraje a Rigor

18.12.07

A Experiência Psicodélica - Timothy Leary & Cia + Samsara Blog

O Blog Samsara - de conteúdo budista - fez um ótimo post colocando para ler o livro 'A Experiência Psicodélica', de Leary & Cia. Ótimo review e ainda mais porque esta obra é muito rara de se achar no português, mesmo para compra.
Apenas, contemplem o sábio Timothy Leary!

Cliquem aqui ou na imagem!

Old Picture Collection

O site Old Picture Collection traz uma série de coleções de fotos antigas ricamente sobre diversos lugares do mundo. Extremamente interessante, ainda mais pra quem gosta desse tipo de fotografia em preto-e-branco. Fotos lindas, fotos tristes, enfim fotos emocionantes. Uma dica valiosíssima! ;)

Bedouin by Great Pyramid, Gizeh

Exemplo de foto do Old Picture Collection, está na seção 'Egito'. Foto original tirada entre 1898 e 1946.

16.12.07

Pergunte ao Pó, John Fante - Download

Livro mágico de John Fante - para mim o auge de sua escrita - que o coloca para mim do lado de mestres como Kerouac, Burroughs e cia no hall de escritores beats. "Eu sou Bandini, Arturo Bandini!". O resto deixo para o velho Bukowski falar no prefácio do mesmo:

Download do Livro aqui! ou na imagem.


"Eu era um jovem, passando fome, bebendo e tentando ser escritor. Fazia a maior parte das minhas leituras na Biblioteca Pública de Los Angeles, no centro da cidade, e nada do que eu lia tinha a ver comigo ou com as ruas ou com as pessoas que me cercavam. Parecia que todo mundo estava fazendo jogos de palavras, que aqueles que não diziam quase nada eram considerados excelentes escritores. O que escreviam era uma mistura de sutileza, técnica e forma, e era lido, ensinado, ingerido e passado adiante.
Era uma tramóia confortável, uma Cultura-de-Palavra muito elegante e cuidadosa. Era preciso voltar aos escritores russos pré-Revolução para se encontrar alguma aventura, alguma paixão. Havia exceções, mas estas exceções eram tão poucas que a leitura delas era feita rapidamente, e
você ficava a olhar para fileiras e fileiras de livros extremamente chatos com séculos para se recorrer, com todas as suas vantagens, os modernos não chegavam a ser muito bons.
Eu tirava livro após livro das estantes. Por que ninguém dizia algo? Por que ninguém gritava?
Tentei outras salas na biblioteca. A seção de religião era apenas um vasto pantanal... para mim. Entrei na de filosofia. Encontrei alguns alemães amargos que me animaram por algum tempo, depois passou. Tentei matemática, mas a alta matemática era exatamente como a religião: me escapava. O que eu precisava parecia estar ausente por toda a parte.
Tentei geologia e a achei curiosa mas, no fim, não sustentável.
Encontrei alguns livros sobre cirurgia e gostei deles: as palavras eram novas e as ilustrações maravilhosas. Apreciei e memorizei particularmente a operação do cólon.
Então larguei a cirurgia e voltei à grande sala dos escritores de romances e de contos (quando havia suficiente vinho barato para beber eu nunca ia à biblioteca).
Uma biblioteca era um bom lugar para se estar quando você não tinha nada para comer ou beber e a senhoria estava à procura de você e do aluguel atrasado. Na biblioteca, pelo menos, você podia usar os toaletes.
Eu via um bom número de outros vagabundos ali, a maioria dormindo sobre os livros.
Eu continuava dando voltas na grande sala, tirando livros das estantes, lendo algumas linhas, algumas páginas, e depois os colocando de volta.
Então, um dia, puxei um livro e o abri, e lá estava. Fiquei parado de pé por um momento, lendo. Como um homem que encontrara ouro no lixão da cidade, levei o livro para uma mesa. As linhas rolavam facilmente através da página, havia um fluxo. Cada linha tinha sua própria energia e era seguida por outra como ela. A própria substância de cada linha dava uma forma à página, uma sensação de algo entalhado ali. E aqui, finalmente, estava um homem que não tinha medo da emoção. O humor e a dor entrelaçados a uma soberba simplicidade. O começo daquele livro foi um milagre arrebatador e enorme para mim.
Eu tinha um cartão da biblioteca. Tomei o livro emprestado, levei-o ao meu quarto, subi à minha cama e o li, e sabia, muito antes de terminar, que aqui estava um homem que havia desenvolvido uma maneira peculiar de escrever. O livro era Pergunte ao pó e o autor era John Fante. Ele se tornaria uma influência no meu modo de escrever para a vida toda.
Terminei Pergunte ao pó e procurei outros livros de Fante na biblioteca. Encontrei dois: Dago Red e Espere a primavera, Bandini. Eram da mesma ordem, escritos das entranhas e do coração.
Sim, Fante causou um importante efeito sobre mim. Não muito depois de ler esses livros, comecei a viver com uma mulher.
Era uma bêbada pior do que eu e tínhamos discussões violentas, e freqüentemente eu berrava para ela: "Não me chame de filho da puta! Eu sou Bandini, Arturo Bandini!" Fante foi meu deus e eu sabia que os deuses deviam ser deixados em paz, a gente não batia nas suas portas. No entanto, eu gostava de adivinhar onde ele teria morado em Angel's Flight e achava possível que ainda morasse lá. Quase todo dia eu passava por lá e pensava: é esta a janela pela qual Camilla se arrastou? E é aquela a porta do hotel? É aquele o saguão? Nunca fiquei sabendo.
Trinta e nove anos depois, reli Pergunte ao pó. Vale dizer, eu o reli neste ano e ele ainda está de pé, como as outras obras de Fante, mas esta é a minha favorita, porque foi minha primeira descoberta da mágica. Existem outros livros além de Dago Red e Espere a primavera, Bandini. São Full of Life e The Brotherhood of the Grape.
E, neste momento, Fante tem um romance em andamento, Sonhos de Bunker Hill.
Por meio de outras circunstâncias, finalmente conheci o autor este ano. Existe muito mais na história de John Fante. É uma história de uma terrível sorte e de um terrível destino e de uma rara coragem natural. Algum dia será contada, mas acho que ele não quer que eu a conte aqui. Mas deixem-me dizer que o jeito de suas palavras e o jeito do seu jeito são o mesmo: forte, bom e caloroso.
E basta. Agora este livro é seu."

Charles Bukowski
5-6-1979

12.12.07

Bem na foto...


Scott Stapp

Sid Vicious

David Crosby

Frank Sinatra

Jimi Hendrix

Kid Rock

Michael Jackson

John White

James Brown

Billie Joe Armstrong

Johnny Cash

Jim Morrison

Axl Rose

Mick Jagger

Ozzy Osbourne

Marlyn Manson

11.12.07

Discografia Janis Joplin - Download

E no embalo de The Doors, vamos à Janis Joplin! A cantora com a voz mais rouca e louca do mundo! Que encantou em Woodstock, que encantou até em Copacabana! Ahh, só curtir.

Clique aqui!


Post Scriptum: Quando clicar, vai iniciar automaticamente o download do 1º disco 'Kozmic Blues', mas é só retornar ao site, que estará todos os álbuns para download, inclusive com as capas.

Discografia The Doors - Download

Se fosse qualquer outra banda, eu faria um longo comentário, diria algumas curiosidades, sei lá. Como é The Doors, só digo: baixem e aproveitem!


The Doors - 1967 - Download
Strange Days - 1967 - Download
Waiting for the Sun - 1968 - Download
The Soft Parade - 1969 - Download
Morrison Hotel - 1970 - Download
Absolutely Live - 1970 - Download
L.A. Woman - 1971 - Download
Other Voices - 1971 - Download
Full Circle - 1972 - Download
An American Player - 1978 - Download

Entrevista Gilberto Gil pela Playboy

Ótima entrevista que o Gilberto Gil, então Ministro da Cultura (que me perdoe, mas poderia ser um melhor ministro!), deu à revista Playboy.
Ele foi bem sincero, falando de temas como política, drogas, música, etc.
Realmente uma ótima entrevista, leiam! Ele até conta que viu a seleção de 70 como canarinhos - depois de tomar Lsd, é claro. Hahaha.

Clique aqui!

The Doors - O Filme - Download

Comecei a ver o filme do The Doors - que apesar de ser uma das minha bandas preferidas, nunca tinha visto o filme - na casa de um amigo, mas não pude ver tudo. Então decidi baixar o filme pela internet, e em menos de 6 horas lá estava eu assistindo a um filme sobre o poeta rock star Jim Morrison.
Os detalhes técnicos do filme prefiro não comentar, minha paixão aos Doors me cegou no quesito direção, produção e tudo o mais. O mais legal é ver a tradução das letras. Gostei muito da atuação do Val Kilmer, e apesar de sempre mostrar Jim chapado, eu acho que foi muito feliz. Me emocionei bastante e assim como no filme do Cazuza sempre fica a dúvida: vale a pena ter uma vida normal?

Download Parte 1
Download Parte 2

Após baixar as 2 partes, junte-as com o HjSplit. A legenda que vem nesse download não é das melhores, recomendo baixar essa daqui: legenda!
Para assistir com a legenda, é só usar o VobSub, que une as legendas ao filme.

E cuidado quem for reclamar ainda por cima!

9.12.07

Death by PowerPoint

Todos os dias, são produzidas cerca de 30 milhões de apresentações em Powerpoint, que são criadas pelos seus mais de 300 milhões de usuários espalhados pelo mundo. Esses números impressionantes estão causando um perigoso fenômeno social: a morte de chatice causada pelas apresentações de powerpoint.

Para conter esse movimento e salvar o tempo e a vida de milhares de espectadores de apresentações chatas e sem sentido, o pessoal da Real Time Strategy criou um possível antídoto: o manifesto Death by Powerpoint:



Post Scriptum: Mais do que apoiado! Não digo morte nem pelo, nem ao Powerpoint, mas tem que acabar com apresentações chatas! Mas para quem ainda é fã incondicional desde software, eis um pouco de arte com o powerpoint, bem legal ;)

Fonte: estalo.org

Por quê curta-metragem?

Texto fantástico por Giba Assis Brasil em setembro de 2001 publicado no Catálogo "5 Anos de Curta nas Telas".
Em minhas buscas por curtas-metragens (se valer documentário Ilha das Flores continua sendo o melhor), acabei achando este texto que me era até então desconhecido.
A introdução é fantástica, e ainda por cima ele ressalta o projeto Curta nas Telas.

Clique aqui senhores, moças, meninos e idosas.

Da Utilidade dos Animais - Carlos Drummond

Recentemente vi que fizeram um curta-metragem (que é meu foco de interesse no cinema atual) que seria uma versão filmada da crônica de Carlos Drummond de Andrade: 'Da Utilidade dos Animais'.
Confesso que esperava mais do curta, fez apenas o que prometeu, mas não deixa de ser mais um ponto à cultura nacional. Quanto a crônica de Drummond, é típica dele, prosa rabuscada e com tons sarcásticos notáveis.
Aproveito também para falar do programa que vi o tal curta, que se chama Curta na TV, da TV Câmera (sim! tem coisas interessantes lá além de política, rsrs).

Bom, para ver o curta: aqui! Para ver a crônica: aqui! Para ver mais sobre o Curtas na TV: aqui!



Post Scriptum: ando ativista demais nos últimos dias..

8.12.07

Expressões Latinas na Língua Portuguesa.

Sempre achei o latim um idioma interessante, e particularmente as línguas latinas dão um show em sintaxe e gramática em relação às línguas anglo-saxões por exemplo.

Eis um site que diz algumas expressões latinas no português (com todo o duplo sentido disso haha).

http://www.culturatura.com.br/litlatina/expressoes.htm


Post Scriptum: viu só como post scriptum existe? :p e ahh, no site do www.culturatura.com.br tem outras coisas bem legais, vale a pena olhar ;)

Jethro Tull - Discografia


Jethro Tull é uma banda de rock progressivo formada em Blackpool nos anos 60. Sua música é marcada pelo estilo vocal cheio de maneirismos e o trabalho único na flauta de seu líder Ian Anderson, além de uma complexa e pouco usual construção musical. Seu estilo incorpora elementos de música clássica e celta, assim como do rock alternativo e do art rock. Entretanto, é difícil especificar quais artistas tiveram influência direta ou foram influenciados pelo Jethro Tull. Mais do que qualquer outra banda, sua música permanece à parte do restante do rock.(por: Wikipédia)

1968 - This Was
http://www.megaupload.com/?d=HAUUUOQV

1969 - Stand Up
http://www.megaupload.com/pt/?d=H21DKM8U

1970 - Benefit
http://www.megaupload.com/pt/?d=RI6EJC2H

1971 - Aqualung
http://www.megaupload.com/pt/?d=M2AM4OM6

1972 - Thick As A Brick
http://www.megaupload.com/pt/?d=G8NC6PI4

1973 - A Passion Play
http://www.megaupload.com/pt/?d=AQ7TULDY

1974 - War Child
http://www.megaupload.com/pt/?d=3G3JTDYB

1975 - Ministrel In The Gallery
http://www.megaupload.com/pt/?d=JPXNZFML

1976 - Too Old Too Rock 'n' Roll: Too Young To Die!
http://www.megaupload.com/pt/?d=6RLQB3N0

1977 - Songs From The Wood
http://www.megaupload.com/pt/?d=389U0BEC

1978 - Heavy Horses
http://www.megaupload.com/pt/?d=LJBMBC14

1979 - Stormwatch
http://www.megaupload.com/pt/?d=NM5MCYXN

1982 - Broadsword And The Beast
http://www.megaupload.com/pt/?d=OY6C1W9J

1985 - A Classic Case
http://www.megaupload.com/pt/?d=LOA80KJQ

1991 - Catfish Rising
http://www.megaupload.com/pt/?d=T5Z2HBIL

1999 - J-Tull Dot Com
http://www.megaupload.com/pt/?d=Q557O91Q

2003 - The Jethro Tull Christmas Album
http://www.megaupload.com/pt/?d=QXO03SAR

Guerra dos Sexos - A Guerra de comida (1983)

A lendária cena da guerra de comida em "Guerra dos Sexos". Durante uma discussão, Charlô(Fernanda Montenegro) e Otávio(Paulo Autran), o Bimbo, se descontrolam e começam a "agredir" um ao outro. Brilhante interpretação dos monstros sagrados da TV e do teatro. Também a participação de Marilú Bueno, como a governanta Olívia.
Novela de Sílvio de Abreu. Direção de Jorge Fernando.

4.12.07

Depoimentos Literários!


Vinicius de Moraes





Fernando Sabino






Hélio Pellegrino





Paulo Mendes Campos






Otto Lara Resende





Manuel Bandeira





Poesia Falada, com Carlos Drummond de Andrade





Conversas de Tom com Chico em livre linguagem





Poesia Falada, com Paulo Autran





Artur da Távola




--------------------------------------------------------
Post Scriptum: Quando ouvi o de Vinicius, juro que me emocionei.. como é lindo suas poesias, e como ficam perfeitas junto do piano de Tom.

Jornais do Mundo Todo!

Um site que tem os sites dos principais jornais de todo o mundo! E não são poucos não! Basta clicar nas bandeiras ;)


http://www.indekx.com/

Tributo a Pavarotti - Árias para ouvir

Figaro (ária da ópera "O Barbeiro de Sevilha", de Gioacchino Rossini) - Aqui
La Bohème (ária da ópera "La Bohème", de Giacomo Puccini) - Aqui
Caruso (Dalla) - Aqui
Core `ngrato (Cardillo Cordiferro) - com a Orquestra do Teatro Comunal de Bologna. Aqui
Mamma (Cherubini Bixio) - com orquestra regida por Henry Mancini. Aqui
Una Furtiva Lagrima (Donizetti) - com a English Chamber Oschestra. Aqui
La Donna È Mobile (ária da ópera "Rigoletto", de Verdi) - com a London Symphony Orchestra. Aqui
La Fleur Que Tu M'avais Jetée (ária da ópera "Carmen", de Bizet) - com a Orchester der Wiener Volksoper. Aqui
Vesti La Giubba (ária da ópera "Pagliacci", de Leoncavallo) - com a Orchester der Wiener Volksoper. Aqui
Addio Alla Madre (ária da ópera "Cavalleria Rusticana", de Mascagni) - com a National Philharmonic Orchestra e o London Opera Chorus. Aqui
E lucevan le stelle (ária da ópera Tosca, de Puccini) - com a National Philharmonic Orchestra. Aqui
Nessun Dorma
(ária da ópera "Turandot", de Puccini) - com a London Philharmonic Orchestra. Aqui

Chopin, Beethoven, Bach, etc - Ouvir e Download

Eis um site que tem várias obras de inúmeros artistas como Bach, Beethoven, Chopin, Mozart, Verdi, Strauss, etc em que pode-se ouvir, e salvar no computador (salvar link como...). Pena ser em formato midi, mas pra conhecer é muito bom e muito interessante!

Clique aqui!